Sexo tântrico

20 Dez

 

 Originado na Índia há cinco mil anos, o Tantra, que significa “o que conduz ao conhecimento”, é, segundo a especialista em artes eróticas orientais, um estudo do êxtase e de como atingir o melhor orgasmo.

“Uma das funções do sexo tântrico é adiar ao máximo o orgasmo e, no caso do homem, a ejaculação”. Mas você não sai perdendo! Tudo é em nome do prazer prolongado. Segurando o orgasmo, toda a energia retida, quando liberada, será como uma explosão orgástica de proporções nucleares.

No entanto, Tantra não é só isso – intensificar e prolongar orgasmos por horas e horas. É, também, a arte de se conhecer com a ajuda do parceiro. É um caminho de autoconhecimento que leva ao crescimento do indivíduo e do casal.

Em tese, o sexo tântrico deve durar pelo menos duas horas e é dividido em sete etapas: preparação do ambiente para promover a circulação de energia, com incensos, flores, frutas e música; exploração dos sentidos, com vendas nos olhos, aromas, licores e toques; estímulo da energia sexual (kundalini), buscando a transcendência espiritual; distribuição da energia pelo corpo inteiro através de toques e, por último, controle do orgasmo – para prolongar o ato sexual, muitas carícias, beijos, sexo oral, pompoarismo e até mesmo danças.

O Tantra sexual envolve, ainda, meditação e técnicas respiratórias. Tudo num ritmo muito zen, mas que promete ser muito prazeroso. “Não deve haver nenhuma pressa. O sexo não deve ser tomado como um meio, mas como um fim em si mesmo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: